15 de jun de 2019

Qual é o melhor anti-vírus?

qual-e-o-melhor-anti-virus

Diferente de muitas publicações, não pretendo aqui fazer um comparativo dos mais populares programas anti-vírus disponíveis, elegendo o vencedor.

Pretendo dar uma resposta diferente...

Qual é o melhor anti-vírus? 

Você!

Isso mesmo! Como aponta o "Tio Sam".

Já explico.

Aprendendo com os erros


Por experiência própria, o modo como se usa o computador é o que mais pesa na segurança, antes de falar em manutenção - quanto tempo o computador funcionará sem dar problemas.

O primeiro computador que eu tive, o "saudoso" Windows 98 SE, em pouco tempo estava com problemas de sistema. Compreendi em pouco tempo que por mexer onde não devia e não conhecia, causei o problema. O culpado foi eu mesmo com maus hábitos.

A partir de então, não voltei a cair no mesmo erro. Além de procurar antecipar problemas, procurei saber mais para tirar o melhor do sistema. Aprendi com os meus erros. Você precisa colaborar com o sistema com algumas medidas muito simples


O sistema pode ser muito bom, mas eu e você precisamos colaborar


Na época, o sistema em questão (Windows 98) era instável, precisando formatar com certa regularidade. Porém, os sistema atuais (Windows 7/8/10) são mais estáveis e seguros, porém não dispensam você de tomar certos cuidados. 

Na minha máquina pessoal, cheguei a usar durante anos um sistema sem precisar formatar, por ficar infectado com vírus, malware ou adware (propagandas indesejadas aparecendo toda hora). O sistema só ficou mais pesado e lento com o tempo, com o acúmulo de programas e arquivos.

Com tudo isso, não quero condenar o uso de um anti-vírus. É necessário ter um instalado, porém ele não faz milagre, principalmente se for versão gratuita. Porém quando tenho maus hábitos, mesmo com um ótimo antivírus, sou um motorista a toda velocidade em estrada desconhecida, confiando estar seguro por dirigir um carro com airbag. 

Como no trânsito, você precisa "dirigir" bem seu computador.

Cuidado com e-mails e programas duvidosos

Para começar, os e-mails. A orientação geral é não abrir e-mails de desconhecidos, muito menos anexos de e-mails desconhecidos. Porém, há vírus que ao infectarem um e-mail, manda vírus para os contatos deste e-mail. Neste caso, você recebe um e-mail de um amigo, porém seu amigo não enviou e se você abrir... 

Neste caso é preciso um pouco mais de tato. É necessário notar se tal amigo mandaria tal e-mail. E se você for vítima de tal vírus, a solução neste caso é passar um bom anti-vírus para remover.

Outra boa prática é baixar programas dos sites oficiais. Se é um programa da Microsoft, baixe no site da Microsoft por exemplo. Site de terceiros costumam "empurrar" algum programa auxiliar de download, entre outros que podem instalar programas "de carona", os famosos ad-ware, malware ou ainda trojan horses (para aqueles que assistiram o filme Tróia, trata-se do cavalo dado de presente aos troianos, recheado de guerreiros gregos - de onde vem a expressão "presente de grego").


Cuidado com com vem "de carona"


Por outro lado, mesmo baixando no site oficial, há outro problema: durante a instalação, muitos programas oferecem a instalação de programas parceiros, marcados por padrão, de modo que se você simplesmente instalar na base de clicar em Avançar ou Next até concluir a instalação, vai se surpreender depois com uma "turma" de programas estranhos no sistema, alguns bem "pentelhos", que abrem automaticamente quando você abre seu navegador. 

Como exemplo tem o programa CamStudio, gratuito e muito bom para fazer video-aulas filmando o que acontece no PC. Porém, durante a instalação do mesmo você é várias vezes convidado a instalar outros programas:


qual-e-o-melhor-anti-virus
2-CamStudio - Programa "parceiro" oferecido durante instalação
Observe acima uma tela da instalação do CamStudio. Nesta tela, se você clicar em Accept, estará autorizando a instalar o programa ByteFence, que curiosamente é um programa voltado para proteger contra software e anúncios indesejados! Isso confunde uma vez que as opções são semelhantes à das telas de termos de licença, onde ou você clica em Aceitar ou Accept ou não consegue instalar. 

Em outros casos, a instalação de outros programas é oferecida em caixas de seleção que, uma vez marcadas, executam a instalação. É preciso então atenção durante a instalação de programas grátis ou free.


Conclusão


As medidas antivírus são as das antigas cartilhas de cursos básicos de informática: 

  • evitar abrir anexos de desconhecidos, bem como CDs, DVDs, pen-drives de procedência duvidosa
  • sites duvidosos, com muitas "propostas boas demais para serem verdade"; 
  • cuidado ao instalar programas baixados de sites que não sejam reconhecidos;
  • atenção na hora de instalar programas gratuitos, com os "presentes de grego";

Quer saber como manter o seu computador ou notebook 100%, economizar com manutenção, formatação ou visitas técnicas? Clique na imagem abaixo ⬇⬇⬇ e saiba mais, sem compromisso:


5-ferramentas-para-corrigir-erros