26 de dez. de 2019

O ataque de pitbull no Rio e a preferência pelos bichos

O fato no Rio da criança atacada por pitbull deve fazer você pensar: preferir bicho do que gente?


imagem-ataque-pitbull-rio

Você certamente já ouviu alguém afirmar a frase, e há momentos em que os bichos parecem mais confiáveis que o homem.

Você se decepciona com alguém, ou sabe de um caso absurdo de crueldade de "humanos" e pode pensar na hora que "esse aí é pior que bicho". Uma mãe por exemplo que joga seu filho recém-nascido no latão de lixo. "Absurdo! Um animal não faz isso com seus filhotes!".


Casos e descasos


O caso do menino de 5 anos, pelo que se sabe até então, foi descaso do dono por deixar seu pitbull à solta.  

Neste mesmo dia em que escrevo, outra notícia mostrou outro caso, envolvendo uma criança de 10 anos em São Paulo, com desfecho trágico. Porém a situação era diferente: o menino pulou um muro para pegar uma pipa e foi atacado por 6 cachorros da famosa raça. 

Caso triste, onde podemos imaginar várias formas como se poderia ter evitado, como alguém responsável por perto para impedir o menino de pular. Naturalmente, os cães atacaram protegendo o seu território. 


Perto de você


Alguns episódios assim ganham repercussão. Mas quantos ocorreram bem perto de você? Quantos que não viraram notícia? Conheço vários envolvendo familiares e amigos meus. Você deve conhecer também, ou esteve presente em algum incidente assim.

São casos de dono que deixa o cachorro solto e portão aberto, cachorro que ataca namorada em defesa do namorado, ou vice-versa. O cachorro "estranha" você na rua. Quando criança passei por essa situação muitas vezes.


Preferência pelos bichos?


A questão é se preferir bicho do que gente é por conhecimento ou sentimento. Quem você conhece que pensa assim? Esta pessoa provavelmente teve uma experiência ruim com "humanos", certo? Contou com alguém e ficou na mão, se dedicou a alguém e recebeu ingratidão.

Fato é que, por mais que você ame o seu "pet", o cérebro dele entende que aquilo que é gostoso, é bom, aquilo que é doloroso, é ruim. Se você deixasse de comprar carne para você, para comprar ração, o seu bicho de estimação não entenderia o gesto de sacrifício (exemplo do Pe Paulo Ricardo).  

Traição, infidelidade e crueldade existe desde que o mundo é mundo. Se acontece comigo, não sou o primeiro nem serei o último. Todos estamos sujeitos a sofrer e fazer sofrer também, o que esquecemos muitas vezes. 

Cachorro morder, gato arranhar, cobra picar, tudo isso é de se esperar de cada bicho, por mais que gostemos deles. Lembrar do óbvio ajuda a prevenir ataques.

Uma tia minha dizia "o seu cachorro pode não morder, mas ele tem dente!"


Whatsapp - vendas

Nenhum comentário: